Prestes a completar 20 anos, a rede de lojas MN Center mantém sua qualidade e exclusividade no bairro por ter se inspirado em outra grande rede de lojas, famosa na década de 80

Por Thiago Assunção

Se você é morador do Itaim Paulista, certamente você conhece uma loja que vende quase tudo, desde agulhas, brinquedos, material escolar até utensílios para sua casa. Localizada no coração comercial do bairro, a rede de lojas MN Center é referência na região por atender a grande parte da sua clientela, que dificilmente sai da loja com apenas 1 produto. Não é a toa que ela é referência no bairro, já que foi inspirada em outra grande rede de lojas chamada Lojas Glória, que hoje não existe mais.
Nelson Neves de Oliveira, mais conhecido como Sr. Nelson, disse que tinha um sonho desde a adolescência quando pensou em criar o MN Center. “Desde a década de 70 e 80, eu tinha o sonho de ter alguma loja repleta de acessórios, igual às Lojas Glória. Era uma loja bonita, que tinha 25 unidades no país. Só não somos idênticos a eles porque não temos a bomboniére repleta de doces igual a que eles tinham, só falta isso para sermos comparados”, comenta.
Para chegar até o que é o MN Center hoje, que possui atualmente6 filiais no estado de São Paulo, sendo 2 no Itaim Paulista, 1 na Ponte Rasa, 1 em Suzano, 1 em São Miguel e 1 em São Mateus (respectivamente na ordem de abertura das lojas), Nelson começou aos poucos. “Eu tinha 29 anos quando me aposentei da polícia por acidente de trabalho, como ainda estava novo sentia a necessidade de fazer algo mais. Entrei em uma sociedade com Carlos Machado e adquirimos uma padaria que fica em frente à igreja São João Batista. Por 5 anos trabalhamos juntos, até que no início de 1991 comprei o bazar Xereta e no meio do ano vendemos a padaria.”

Nelson começou com o Xereta, que já era um bazar tradicional no bairro com quase 30 anos de existência. “O Xereta era referência na região, tudo o que você procurava de bazar e armarinho, lá tinha. Os donos antigos não administravam corretamente o comércio e decidimos assumir as rédeas, melhoramos demais o atendimento. Estava sem nenhuma sociedade, era eu, minha esposa, cunhada; começamos em família. Éramos realmente pequenos, ocupávamos uma sala de 24 metros quadrados”. A vontade de empreender era tanta que Nelson buscava meios de tornar real o sonho de adolescência.
“Reencontrei-me com Carlos e decidimos criar o MN Center – M de Machado e N de Neves, nossos sobrenomes.” Em 1993, o MN Center abriu suas portas. A loja era localizada na Avenida Marechal Tito, embaixo do atual salão-escola de cabeleireiros da Embelleze, que na época era sede da escola SOS Informática. Em 1998, o MN Center começou a ampliar seu espaço e adquiriu um salão de 160 metros na rua Severino Batista de Menezes, atual endereço da loja.
Em 2002, no auge da época natalina, Nelson teve que liberar o salão da Av. Marechal Tito por questões judiciais. “Iríamos sair, mas imaginávamos que só aconteceria depois da época da venda dos materiais escolares. Por isso, já estávamos com uma loja em Suzano e outra na Ponte Rasa. De uma hora para outra tivemos que fechar nossa loja, mas não poderíamos nos mudar, mesmo que tivéssemos pensado nesta possibilidade. Toda a nossa clientela estava aqui”. Neste novo endereço, ele teve que de certa maneira recomeçar, mas dessa vez já tinha uma grande quantidade de clientes. “Antes atendíamos de 90 a 100 pessoas por dia, como tivemos que ampliar nossa loja, hoje atendemos aproximadamente cerca de 700 pessoas.” Com 150 funcionários em toda rede, a loja MN Center é famosa pelo seu atendimento, por oferecer uma grande variedade de produtos e também pelos cursos que oferece.

“Desde 1995, promovemos cursos para as pessoas que compram na loja. O curso é o carro-chefe da loja, ajuda demais a alavancar a venda dos produtos. Além de oferecer conhecimento para elas, estamos também criando condições para que usem esse conhecimento como fonte de renda, que é o que mais tem acontecido”. Nelson afirma que não tem muito contato com entidades sociais e culturais do bairro e que por isso não atua assiduamente com projetos e parcerias. “Em épocas comemorativas, colaboramos com igrejas e associações que nos procuram, mas não apoiamos abertamente nenhum projeto social ou cultural no bairro. Uma vez ou outra acontece de disponibilizarmos telas para exposição ou colaborar com alguma entidade, mas não acontece com frequência”.
Para quem tinha um sonho adolescente de fazer algo belo e grandioso no bairro, Nelson até que conseguiu fazer bastante. “Eu não tinha a intenção de abrir tantas lojas. Comercialmente, O Itaim é um ótimo bairro, pois tem bastante gente que mora aqui”. Sobre o futuro no bairro, ele não nega que ainda vê possibilidades de crescimento. “Eu vejo o Itaim como um botão de rosa em desenvolvimento: quando está desabrochando é lindo e quando já desabrochou, é uma coisa fantástica. Estamos realmente vivenciando essa fase intermediária da rosa.”

Associação de Empresários do Itaim Paulista

O MN Center é uma das empresas que fazem parte do quadro de filiados à Associação. “O MN Center foi uma das primeiras empresas que decidiu aderir a esta parceria. Eles não fazem parte da diretoria, mas está conosco desde o início”, explica Edson Coqueiro, presidente da Associação.